Sinagogas do Leste Europeu 1781-1944

16/05/2018

Geral


Semana de atividades é dedicada à discussão da temática museus

 

 

Arquiteto Roberto Strauss, palestrante da abertura do evento.

Essa semana acontece a 16ª Semana dos Museus, que tem atrações por todo o país. Pensando na data, a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em parceria com o Museu Judaico de São Paulo e com o Consulado-Geral da Hungria em São Paulo, realiza a exposição “Sinagogas do Leste Europeu 1781-1944”. Os interessados podem visitar no saguão da FAU-Mackenzie (prédio 9), campus Higienópolis, entre os dias 14 de maio a 8 de junho.

Além disso, durante a semana acontecem atividades programadas e dedicadas a discussão da temática museus. Entre elas, uma mesa redonda sobre a preservação de sinagogas no Brasil com os arquitetos Mauro Bondi e Walter Pires; e uma visita ao Memorial da Imigração Judaica e do Holocausto, com as professoras Claudia Stinco e Maria Cristina de Barros Rossi. Veja a programação completa aqui.

O presidente do Museu Judaico São Paulo, Dr. Sérgio Daniel Simon, parceiro nesse projeto, conta que o museu será inaugurado em abril de 2019. “É um espaço que terá uma pequena sobre a religião judaica e suas bases, um andar sobre 500 anos de história dos judeus no Brasil e uma parte com exibições temporárias, além de um centro de documentação de pesquisa”. Para ele, a parceria com a FAU Mackenzie é muito importante. “Já temos parcerias internacionais nestes moldes com vários museus judaicos, como o de Berlim, Nova York e Jerusalém, que nos mandarão material para exibirmos aqui”, destaca o presidente.

A palestra de abertura da exposição foi feita pelo arquiteto Roberto Strauss, que é descendente de húngaros e conseguiu dupla cidadania na Hungria em 2013. “Meus quatro avós vieram da Hungria entre a 1º e 2º Guerra Mundial. Meus pais já nasceram aqui e eu ouvia a língua em conversa deles com meus avós, mas eles não me ensinaram. Quando obtive a cidadania, aí decidi aprender húngaro”, relata. Além disso, Strauss se formou em arquitetura em 1980 e é judeu. “Então eu não poderia recusar esse convite para apresentar a palestra. Na verdade, minha área é outra, eu sou designer gráfico, mas quando recebi esse convite, a dois meses atrás do Consulado Húngaro, estudei o tema praticamente todo dia”, conta.

Para Szilárd Teleki, cônsul do Consulado Húngaro em São Paulo, a intenção da exposição é fortalecer os laços de ensino e educação entre o Mackenzie e universidades húngaras. “Porque essa também é uma de nossas missões, estabelecer possíveis contatos universitários”, explica. Ele também informa que “nesse âmbito, vale a pena mencionar que o governo húngaro oferece a cada ano 250 bolsas de estudos para os brasileiros e abrange todas as possíveis áreas de ensino que existem na Hungria, inclusive arquitetura”.*

O cônsul cultural e de educação da Hungria de São Paulo, Balázs József, conta que a parceria com o Mackenzie abrangerá bolsas de estudos em todos os níveis de educação. “Graduação e pós-graduação em todas as áreas acadêmicas, então os estudantes do ensino brasileiro podem ter uma chance, porque quase todas as instituições húngaras estão participando”, conta.

Angélica Alvim, diretora da FAU, destacou o prazer em receber essa exposição. “Estamos abertos para projetos de extensão desse tipo, que extrapolam nossos muros e que trazem diversas culturas e tradições para dentro da escola”, diz. Para ela, os intercâmbios internacionais entre as faculdades e a aproximação com o leste europeu, em especial a Hungria, é uma oportunidade de fortalecer essas relações. “Quem sabe pensar em pesquisas e outras atividades conjuntas com vocês”, finalizou.

*Fique atento às notícias do portal para mais informações sobre intercâmbio acadêmico na Hungria. Enquanto isso, confira a exposição.

Serviço:

Exposição Sinagogas do Leste Europeu 1781-1944

Onde: Saguão da FAU-Mackenzie (Prédio 9) – Rua Itambé, 143 – Higienópolis

Quando: 14 de maio a 8 de junho