Pais dos novos alunos visitam a universidade

30/01/2017

Geral Presidência Reitoria


Os pais dos calouros foram recebidos com um café da manhã

Benedito Guimarães e José Francisco Hintze Júnior falam aos visitantes

Apresentação do Coral Universitário

Visita ao Centro Histórico

Como parte das ações da Recepção Solidária 2017, no sábado, 28 de janeiro, a Universidade Presbiteriana Mackenzie recebeu os pais e responsáveis dos alunos ingressantes para um café da manhã e apresentação da instituição.

O reitor, Benedito Guimarães Aguiar Neto, e o diretor de Desenvolvimento Humano e Infraestrutura do Instituto Presbiteriano Mackenzie, José Francisco Hintze Júnior, contaram a história, falaram sobre sua infraestrutura e sobre os projetos que contribuem ainda mais para a formação dos alunos. Eles ainda lembraram da missão da Instituição, baseada na cosmovisão cristã. “Aproveitamos para durante essa recepção aos pais apresentarmos a estrutura da universidade, o que oferecemos, as oportunidades que os alunos terão de internacionalização e desenvolvimento do protagonismo estudantil, as várias formas de abordagem do conteúdo que apresentaremos ao longo do período de formação desses alunos. Então tem sido um momento especial na nossa universidade”, afirmou o reitor.

O evento foi encerrado com uma apresentação do Coral Universitário Mackenzie. Em seguida os pais foram convidados a realizar visitas monitoradas na área histórica do campus Higienópolis, conduzidas pela equipe do Centro Histórico e Cultural Mackenzie.

A mãe de um dos calouros da Faculdade de Direito, Breno Miguel, Elenice Silva Miguel, veio de Ourinhos, interior de São Paulo para conhecer a universidade. “Eu vim porque São Paulo é uma cidade nova e preocupante para quem não é habituado a morar aqui. Nada como você vir ver de perto o lugar no qual meu filho frequentará diariamente, é a curiosidade e a preocupação. Eu tive uma ótima impressão, a faculdade é muito organizada, tudo no lugar correto e certinho. E toda a história, as explicações de como tudo aconteceu e evoluiu é muito interessante”, contou.

A caloura Erika Milreu Grasnoff, do curso de engenharia elétrica, neta de mackenzista, está empolgada com o início do semestre. “Estou muito contente, tudo é muito legal. Quando o reitor disse que o esporte está no DNA do Mackenzie já deu uma animada, porque não é só estudar, é o social, é conhecer, fazer o network”, lembrou a caloura. A mãe, Paula Milreu Grasnoff, também gostou do que viu. “Achei muito bom proporcionarem isso aos pais. Ela está em uma transição do ensino médio para a universidade, então é importante fazer a transição para o mundo adulto e nós pais ficamos sossegados conhecendo onde o filho vai passar cinco anos da vida dele. Eu já conhecia o Mackenzie e gostei muito das instalações e da proposta”.

O encontro com os familiares passou a acontecer na gestão do atual reitor, que considera a família um agente fundamental na educação. “Percebemos que a cada semestre aumenta o número de pais interessados em conhecer a universidade, suas peculiaridades, seu diferencial e recebemos algumas manifestações de interesse em conhecer o campus. Começamos com um projeto piloto, com três unidades acadêmicas, em um auditório pequeno e verificamos que havia cada vez mais interesse dos pais, inclusive porque diante de tanta adversidade que nós vivemos no dia a dia, é tranquilizador uma universidade oferecer segurança no campus. É natural que os pais queiram saber onde estarão colocando seus filhos, qual é a dinâmica de trabalho”, concluiu o reitor.