Livro da FAU é lançado no MCB

21/08/2017

Geral


A obra de 384 páginas conta a trajetória dos 100 anos do curso e 70 anos da Faculdade

A partir da esquerda: Eduardo, Angélica e Eunice

O Museu da Casa Brasileira recebeu, no dia 18 de agosto, a cerimônia de lançamento do livro “Arquitetura Mackenzie 100 anos. FAU-Mackenzie 70 anos. Pioneirismo e Atualidade”.

A publicação, organizada pelos professores Angélica Benatti Alvim, Eunice Abascal, Eduardo Abrunhosa, entre outros docentes da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, contou com a parceria de fomento do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo (CAU/SP).

“Resgatar parte da história da primeira Faculdade de Arquitetura do Estado de São Paulo, desde os primórdios do seu curso de Arquitetura, fundado junto à Escola de Engenharia Mackenzie, em 1917, e a fundação da escola autônoma, em 1947, até os dias atuais, não é tarefa simples. Mas com coragem e determinação conseguimos chegar aqui”, explicou Angélica Alvim, em seu discurso de apresentação da obra.

O projeto gráfico e o suporte de revisão do livro tiveram a parceria da Editora Mackenzie. “O conteúdo todo foi produzido pelos professores, com algumas fotos feitas especialmente para a obra, com projeto gráfico e de capa elaborados por empresa contratada. Além disso, o livro tem fotos do Centro Histórico e Cultural Mackenzie e outras cedidas de acervos pessoais. São 384 páginas, em couchê  150, um papel que preserva a cor já que o livro é muito imagético, com cerca de 150 imagens entre fotos preto e branco, alguns desenhos, croquis e do dia a dia acadêmico”, conta a Andreia Ferreira Cominetti, da Editora Mackenzie.

 

Dividido em três capítulos, o livro passeia desde as origens do curso de Arquitetura, em 1917, no âmbito da Escola de Engenharia Mackenzie, a criação da Faculdade de Arquitetura, em 1947 e suas transformações até os dias de hoje.

Para Eunice Abascal, uma das organizadoras, foi um desafio coordenar todo o conjunto da obra. “Tivemos de dar uma unidade à obra e aos seus diversos capítulos, todos feitos com muito empenho e emoção por parte de todos. Pensar na nossa escola, relatar seu passado, sua genealogia, suas transformações e desafios futuros. ”   

O outro organizador, Eduardo Abrunhosa, destacou o papel de todos os envolvidos nessa organização. “O projeto, a princípio, tinha como principal interesse reunir tanto os professores que trabalham em linhas de pesquisa e que se preocupam com a história da Faculdade de Arquitetura Mackenzie quanto com o desenvolvimento da Arquitetura ao longo desses 100 anos em que o Mackenzie está presente. Mas, foi além: conseguimos dar uma unidade de coerência textual e a construção de uma linha de raciocínio para que aqueles que tenham o livro na mão possam compreender o desenvolvimento da história da Faculdade e da Arquitetura no Mackenzie.

 

Ao longo da programação do evento, diversas homenagens foram feitas a professores, antigos diretores e às autoridades da Instituição. Finalizando, Angélica Alvim ainda ressaltou que a obra conseguiu trazer as principais conquistas e desafios da FAU-Mackenzie. “Trouxemos as características e princípios no que tange ao ensino, ao projeto político-pedagógico e às práticas e atividades pedagógicas de vanguarda e de inovação. Trata-se de relatar de modo sintético o que representou e, ainda representa esta importante Faculdade, que hoje reúne aproximadamente 3.200 pessoas entre alunos dos dois cursos de Graduação, Pós-Graduação e funcionários”, finalizou.