Celebrar a Páscoa com verdadeira esperança

13/04/2017

Geral Presidência


Palavra do Presidente aos mackenzistas

Prezados colaboradores mackenzistas,

            “Nunca mais haverá qualquer maldição. Nela, estará o trono de Deus e do Cordeiro. Os seus servos o servirão” Apocalipse 22. 3

           

Todos os dias recebemos notícias assustadoras que são veiculadas nas diversas mídias. Sejam desastres naturais ou ações de guerra que não poupam nem mesmo crianças. Histórias que procuram roubar a nossa alegria, nos trazendo profundo pesar. Chegamos a indagar como é possível viver neste mundo tão mau e perturbado. Quando tudo isso vai acabar? Pode existir um mundo melhor?

Os dias são maus, mas esta não é uma condição apenas atual. No tempo da escravidão do Egito, os dias dos israelitas também eram muito difíceis. A notícia mais comum era de que os feitores egípcios haviam aumentado o trabalho agrícola e as exigências da produção de tijolos. Outras notícias diziam que era preciso produzir mais, porém com menos material. Enfim, o povo de Deus foi escravizado e obrigado a uma vida de trabalhos pesarosos e intermináveis (Êx. 1. 10-14). A vida se tornou amarga! É diante desse mundo conturbado que eles passam a clamar a Deus. O Senhor ouve o clamor, responde e vem pessoalmente livrá-los (Êx. 3. 7-9).

Nesse contexto de libertação, surge a Páscoa e a figura do Cordeiro. Com a décima praga, Deus ordena que um cordeiro seja imolado e seu sangue seja a garantia de livramento. Por isso, a Páscoa não é ritual cerimonial transitório; antes, aponta para o Messias. O Cordeiro Pascal, posteriormente, é de forma inconfundível identificado com a Pessoa de Jesus Cristo, aquele que com seu sangue vence o pecado, refaz a amizade com Deus, abranda a ira divina e propõe uma mudança radical no mundo (João 1. 29).

 À semelhança da primeira Páscoa, nossos dias estão repletos de notícias que não gostaríamos de receber. Há também injustiças sociais, discriminação, preconceito, desrespeito e outros sofrimentos em nosso meio. Todavia, desde sua origem, a Páscoa anuncia chegada de dias melhores. Desse modo, o texto das Escrituras destaca que, no momento em que o Cordeiro de Deus assumir o trono e seus servos se reunirem para servi-lo, não haverá mais maldição na cidade de Deus. Essa é a esperança que habita os corações dos Cristãos, a de que desfrutaremos dias melhores.

O Instituto Presbiteriano Mackenzie celebra a Páscoa com verdadeira esperança e prestando sincero serviço a Cristo. Somos uma Instituição confessional cristã que vislumbra tempos melhores, mas na condição de servos de Cristo. Desejamos, pois, que Cristo seja o Senhor deste lugar. Celebramos uma Páscoa centralizada exclusivamente na Pessoa de Jesus Cristo. Festejamos com a expectativa de que, no tempo de Deus, e quando chegar o cumprimento final da Páscoa, não haverá nunca mais tristeza (Ap. 19. 7-9).

Convidamos você a juntar-se a nós e comemorar a Páscoa bíblica, na qual Jesus Cristo é o único provedor de um mundo justo e pacífico. Um mundo por vir, de servos alegres e fiéis, e no qual não mais ouviremos as notícias que tanto afligem nossos corações.

Sinceros votos de uma Feliz Páscoa com Jesus!

 

Presb. José Inácio Ramos

Presidente do Instituto Presbiteriano Mackenzie