2006 - Daniel Ribeiro Huss - Direito

 

Não serei muito longo em meu depoimento sobre Coimbra, visto que vários estudantes que aqui estiveram como eu, já a descreveram de excelente forma.

 

Com relação à burocracia, o Mackenzie é uma das Universidades em que esse processo de intercambio é relativamente simples. Basta ir atrás de toda a documentação necessária que eles resolvem o resto. Porém, deve-se ficar atento a alguns detalhes como a reserva de alojamento da universidade.

 

Eu, como possuo cidadania européia, não tive problema algum com visto. Desta forma, para quem tiver essa facilidade as coisas tornam-se muito mais fáceis, rápidas e um pouco menos burocráticas por aqui.

 

Quando se chega, o primeiro contato é com o Departamento de Relações Internacionais da Universidade que logo orienta com a documentação. Outro ponto muito bom, é que a Universidade e os próprios alunos fazem sempre festas (convívios) para juntar os alunos estrangeiros, o que no começo sempre ajuda. Tentem integrar-se aos portugueses, nas aulas, ou nos Jantares de Curso, muito comuns por aqui. Isto é bom, porque eles são muito fechados e você poderá ter uma visão diferente da Universidade. Ah, e para quem sente falta do Brasil, aqui há festa brasileira toda semana, novela brasileira, música brasileira, e produtos brasileiros. Além, é claro, de muitos brasileiros na Universidade. Só para ter uma idéia, no mestrado eles são em mais número que os portugueses.

 

Outro ponto é com relação à matricula. Demora um tempo até nos acostumarmos ao procedimento de aulas e horários pois são muito diferentes. Desta forma, não tenham pressa em definir as matérias e horários. No Direito, poderá alterá-los até 2 meses depois do início das aulas, o que eu aconselho é que assistam a todas, para realmente sentir quais são as mais vantajosas e que não coincidam os horários.

 

A Universidade ainda mantém o charme e a tradição, mas não como antes. O Direito ainda é visto como excelência, tendo os melhores professores do País e muitos nomes reconhecidos mundialmente.

 

A vida cultural da cidade não é como antes, mas ainda, possui bons programas, como diversos festivais de cinema, dança, música. A vida noturna ocorre durante a semana, começando sempre depois das 2 da manhã e sendo os melhores dias às terças e quintas. Aos fins de semana, a cidade “morre”, pois grande parte dos alunos vão para suas casas. As cantinas dão conta da fome por € 1,95 (sopa, pão, prato principal, sobremesa e água). Aos fins de semana, quase todas fecham, mas a dos Hospitais estão sempre abertas.

 

Com relação à moradia, muitos alunos vivem nos alojamentos (€90/mês), muitos outros alugam quartos em residências (€150 a 200 / mês) e outros alugam apartamentos e dividem os quartos, cujo preço por pessoa não foge ao anterior.

 

Ah, outra coisa, aproveitem os excelentes preços das empresas “lowcost” para viajar pela Europa. Em muitas ocasiões, se conseguem passagens muito baratas.
Enfim, posso dizer que é uma grande experiência e muito válida. Espero ter ajudado e qualquer dúvida ou pergunta é só me mandarem um e-mail: danielrhuss@gmail.com