2007 - Paulo Zaccharias Neto - Direito

-

Toda essa história começou com uma conversa sobre experiências internacionais e uma pergunta: “Por que você também não tenta?” de uma antiga colega de trabalho. Plantada a semente, comecei a pesquisar Universidades, grades curriculares, custos e todo o necessário para tal. Os requisitos da aventura eram: visto; Toefl; budget; itinerário; estadia; alimentação e alguns outros.

-

A escolha da universidade se deu pela pesquisa que fiz, daquelas que o Mackenzie mantém parceria, a Pittsburg State University me pareceu a melhor escolha. Minhas expectativas foram correspondidas já que eles possuem ótimas instalações, professores qualificados e com diversas publicações, e na minha área (Direito) tem ótimas recomendações e um bom nome na região central dos U.S.

-

O visto foi relativamente fácil em razão da documentação, se toda ela estiver de acordo e seu discurso na ponta da língua, o consulado te aprova. Como existem diferentes tipo de estudantes (visto F-1; J-1; J-2 e etc) verifique, você leitor, qual é o seu e como o obter. A PSU (Pittsburg State University – acostume-se com a sigla se planeja vir aqui) mande os formulários J-1 e o I-20 assinados pelo responsável, isso torna sua saga no consulado menos tortuosa.

-

O Toefl foi um parte complicada nos preparativos e deu um pouco de dor de cabeça, como a procura pelo exame tem crescido ultimamente, não existem vagas o suficiente. Tentei agendar a prova em São Paulo mas não consegui e tive que fazê-la em Campinas, mesmo com uma grande antecedência. A grande sacada é: agende o quanto antes e na primeira data disponível no site, pois elas costumam desaparecer de um dia para o outro. Quanto a prova do Toefl, depende do inglês de cada um, ela só e um pouco cansativa (4h e meia sentado e concentrado).

-

Graças ao bom Deus e a um empurrãozinho dos meu pais, o Budget foi preparado. Alimentação e estadia podem ser providenciados pela PSU, eles têm acomodações e um refeitório que são muito bons. O custo desta brincadeira toda gira em torno de R$ 9.300 reais para o semestre. Alimentação e moradia, que são cobradas juntas, podem variar a depender do dormitório (Willard Hall e um pouco mais caro porque os banheiros são particulares) ou do plano de alimentação, restrito ou Full Access; mais passagem aérea, transporte até Pittsburg, seguro saúde e livros.

-

Uma dica de ouro: quando estiver preparando o orçamento da viagem, coloque uns R$ 5.000 a mais do que o necessário porque as coisas por aqui são bem baratas, Lap-tops e toda a parafernália eletrônica são uma tentação.

-

Mas (tem sempre um porém) se você, querido leitor, estiver planejando viver nos dormitórios e se alimentar no dining hall, prepare-se para morar com gente esquisita e comer comida gordurosa. Falo isso por experiência própria: engordei alguns kilos desde que cheguei e não há nada que se possa fazer (apesar da academia da Universidade estar sendo uma alternativa),logo, conformem-se já que nos U.S. só se come isso. O fato do pessoal ser esquisito tem raízes históricas, a cultura deles e a do Wellfare State, o que significa que eles não se sobrecarregam com matérias, estudos e trabalho. Isso permite a eles mais tempo para atividades extracurriculares. Essas podem variar de associações de estudantes e trabalhos “meio período” até 14 horas de vídeo game ou mesmo o completo ócio.

-

Apesar das peculiaridades da turma aqui, os alunos aqui são muito receptivos, os professores não medem esforços para deixar a matéria clara e o corpo de funcionários da escola é atencioso e paciente. sinto-me muito à vontade de interagir com todos da universidade, conheço quase todos os residentes do meu dormitório e posso contar com uma ajuda do pessoal das minhas classes.

-

As matérias por aqui variam de acordo com departamento e com o curso que se pretende prestar, estudantes regulares devem seguir uma grade pré-programada, estudantes internacionais podem montar sua própria grade. Isso e o grande “achado” da Universidade dado que podemos cursar as matérias que queremos, independente de ser matéria de último ano ou de primeiro. O comum são 4 matérias por semestre (12 créditos), alguns estudantes se matriculam em 5 matérias (15 créditos), outros poucos se arriscam em 6 matérias (18 créditos), como sou um curioso por natureza e não compactuo com esse tal de Wellfare State, apliquei para 6 matérias: Constitutional Law; U.S. Politics; Intro to Environmental Geography; Intro to Justice System; Geography of Global Economy e Intro to Business e estudo, à parte Judicial Process.

-

A vida de quem estuda aqui é bem corrida e deve ser planejada, todos os professores pedem  leituras, trabalhos e todas as aulas devem ser preparadas, a dificuldade aqui se dá pela quantidade e nível das matérias escolhidas, que pode variar de 1 até 6. Particularmente, apliquei para três matérias de nível 1, uma de nível 3, uma de nível 5 e outra de nível 6; esta última é a que tenho maiores problemas dado o vocabulário específico e pelas expectativas do professor quanto aos alunos, já que são quase formandos. O idioma deixa de ser problema depois dos primeiros 30 dias, porque nos acostumamos com as expressões dos professores, com os textos e com o próprio sotaque.

-

O clima por aqui é bem parecido com o do Brasil, pois estamos saindo do verão e entrando no outono. No verão, faz 42º C fácil e quase todo dia, eu peguei alguns dias destes e eles são de matar; no final do outono e início do inverno, reza a lenda que neva, não estarei por aqui para presenciar já que isso acontece no final de dezembro, janeiro e inicio de fevereiro).

-

Caso queiram discutir mais a fundo toda esta loucura de intercâmbio, por favor, me enviem e-mail para paulonz@gmail.com ; ou mesmo visitem o meu blog.

-

Resumo da ópera, a experiência está sendo incrível. Seja pela quantidade de pessoas que estou conhecendo, pelas matérias, a Universidade e cidade. Pittsburg é uma cidade pacata e sem violência, tudo gira em torno da Universidade e dos alunos, quem sai de São Paulo e vem parar aqui, estranha no início mas depois adora a idéia. Estou satisfeito e agradecido com essa oportunidade que o Mackenzie disponibiliza, juntamente com as meninas do ACOI. Thank you all.

-