2017 - Helena Prescinotti Cursino de Andrade - Direito

Me chamo Helena Andrade e vim à Barcelona, na Espanha, para estudar direito na faculdade de direito da Universidade Autônoma de Barcelona (UAB). 

 

Desde a data da minha chegada até o momento, tenho amado cada momento e cada experiência nova. Para mim foi a primeira vez que morei sozinha, porém tenho me saído muito bem com as tarefas diárias da casa. Moro na cidade de Barcelona, no baixo chamado “Eixample” dois quarteirões da Sagrada Família. É um bairro muito residencial no qual consigo resolver todas as minhas necessidades pela proximidade, como supermercado, farmácia, feiras, shoppings etc. A única desvantagem é a distancia da universidade, a qual se localiza em Bellaterra.

 

Para chegar na universidade, tenho que pegar um metro e um trem, fazendo com que o percurso total seja em média de 50 minutos. Devido aos problemas políticos que ocorrem em toda a Catalunha desde o referendo de 1 de outubro, tenho enfrentado algumas dificuldades para me locomover pela cidade pois as greves gerais ocorrem com bastante frequência. Além disso, acontecem muitos protestos dentro do meu próprios campus, o que fez com que muitas vezes eu não tivesse aula por uma semana inteira pois os alunos impediam a entrada dos demais dentro das salas de aula.

 

A semana do dia 6 de novembro foi uma das mais conturbadas e desorganizadas, pois tentei chegar a universidade, porém permaneci presa dentro do trem ( que ficou parado nos tuneis) por cerca de 40 minutos, uma fez que manifestantes tomaram conta dos trilhos, impedindo que este continuasse viagem.

 

Apesar dessas desventuras,  cidade tem me deixado muito satisfeita. Mesmo sendo considerada, dentro da Europa, uma cidade não tão segura como as demais, me sinto extremamente segura e não enfrentei nenhum problema com furto, embora pessoas próximas a mim tenham sido furtadas, algumas mais de uma vez. O clima é muito agradável e quantidade e a beleza de monumentos históricos, museus, praças, restaurantes e cafés é indescritível. Não tem um único dia que não encontro algo interessante e novo para fazer.

 

Durante o intercambio tive a oportunidade de conhecer pessoa de diferentes países como Alemanha, México, Romênia, Estados Unidos, Polônia entre outros. A diversidade cultural é muito grande, o que torna, de certa forma, a cidade muito receptiva.

 

Com relação aos estudos na universidade, em um primeiro momento encontrei dificuldade para acertar uma grade. Primeiro porque muitas das aulas são realizadas em catalão, o que dificulta muito o entendimento e acompanhamento da disciplina. Segundo porque muitas delas tinham como pré-requisito outras disciplinas que só são dadas no primeiro semestre. Por exemplo, gostaria de ter feiro gestão de litígios civis porém era necessário, para o bom acompanhamento e entendimento da matéria, que eu soubesse direito civil espanhol bem como direito constitucional espanhol, os quais só são ensinados, em espanhol, no primeiro semestre.

 

Apesar disso, consegui fazer uma grade satisfatória, com disciplinas em inglês e outras em espanhol, o que me ajuda a aprimorar ambas as línguas que a meu ver são fundamentais. Realizei um mês de aulas de catalão, na própria universidade, o que foi bastante interessante, pois tive a oportunidade de aprender uma nova língua e entender um pouco mais sobre a Catalunha.

 

Recomento, sem duvida alguma, a vinda para Barcelona. Sou extremamente bem recepcionada e sinto que tenho bastante suporte educacional. A rede de transportes é bastante vasta, conectando a cidade toda. É possível, sendo estudante, realizar um cartão trimestral de transporte, que embora caro, permite que se use, de maneira ilimitada dentro destes três meses, os transportes da cidade, sejam ônibus, trens ou metrôs. A comida é bastante diversificada, podendo-se encontrar de tudo, como restaurantes japoneses, cantinas italianas, comida típica espanhola e até mesmo um restaurante de comida brasileira, que têm feijoada aos sábados. 

 

A qualidade de vida é infinitamente melhor que no Brasil, em todos os sentidos, seja com relação à educação, locomoção  ou segurança. Realmente, não ha como comparar. As praias são limpas e a cidade, no geral, também.