Estou fazendo intercâmbio na Leibniz Universität,  em Hannover na Alemanha. Venho aqui compartilhar um pouco das minhas experiências com outros alunos interessados em realizarem intercâmbio

 

Escolhi a Leibniz Universität primeiramente em função de sua localização na Alemanha. Desejava me aprofundar na língua e cultura alemã. Além do mais, Hannover é uma cidade de médio porte, que conta com toda a infraestrutura de uma cidade grande mas de um modo mais acolhedor. Também fica em um ponto central da Europa, o que possibilita fazer pequenas viagens para diversas cidades próximas, algo que considerei como um completo ao intercâmbio.

 

A Universidade é bem grande, e foi bem receptiva. Houve uma recepção para alunos estrangeiros de toda a universidade e outra recepção apenas para os alunos de intercâmbio da Faculdade de Arquitetura.

 

A Faculdade de Arquitetura funciona de um modo bem liberal, dando assim a possibilidade de escolher as matérias livremente. A grande parte das disciplinas são lecionadas em Alemão, mas há aulas especificas que são em Inglês. Há vários institutos dentro da faculdade, e o que me interessou mais foi o grande foco dado para disciplinas de tecnologia e programas computacionais.

 

O único ponto negativo ao realizar o intercâmbio para a Alemanha é o início e término dos semestres, que não coincidem muito bem com o do Brasil. Aqui as aulas do semestre de Inverno vão do final de Outubro até o final de Fevereiro e no semestre de Verão vão de Abril a Julho. Deve-se atentar as datas finais de entrega para que os semestres não se sobreponham. Por esse motivo acabei por não fazer nenhuma disciplina de projeto, visto que as entregas ocorrem no final de Fevereiro, ou seja, aproximadamente um mês depois do início do período letivo no Mackenzie. Mas isso não foi problema, pois tive outras várias matérias disponíveis que possuem entregas antes. Há também alguns projetos que possuem entregas antecipadas. No total eu cursei cinco matérias, mas nenhum projeto. O que é comum entre os alunos daqui é fazer um projeto e mais três matérias por semestre.

 

O transporte público na cidade é totalmente gratuito e os trens regionais, ou seja, dentro do mesmo estado também. O seguro de saúde obrigatório por aqui custa entorno de 90euros. Por ter optado por ficar em um apartamento privativo e não em um alojamento estudantil da faculdade,  meus gastos acabaram sendo um pouco mais elevados. Mas sem contar o preço de moradia, meus gastos mensais são em torno de 1.000 euros por mês.

 

Eu recomendo o intercâmbio durante os estudos universitários, principalmente no âmbito de arquitetura. É um ótimo complemento, tanto sob o ponto de vista de conteúdo lecionado como também a experiência e vivência de outra cultura.